É muito comum empresas terem dificuldades em delimitar alvos e objetivos. Algumas por falta de foco, outras porque nunca pensaram no assunto, mas a grande maioria por uma insegurança de ter que abrir mão de todos os outros objetivos e alvos do mercado.

AlvoQuando a pergunta “Para quem você quer vender?” é feita, a resposta mais comum é “para todo mundo”.

Cada escolha é uma perda, diz o ditado!

Porque eu preciso definir meu público alvo em homens de 25-35 anos? E todos os outros que poderiam estar comprando?

Porque eu vou dizer que quero consumidoras acima dos 40 anos? E quanto a todas as outras de 30, de 20, de 38 anos?

Tenho uma notícia para você.

  • Definir um público alvo não é limitador, mas libertador. Você vai atingir muito mais gente até fora dele no momento em que o fizer.

Vou fazer algumas afirmações e você marca certo ou errado em cada uma delas.

  • Quando você sai, seja homem ou mulher, para comprar uma roupa. Pode não saber extamente o que deseja comprar, mas sabe em que loja entrar para encontrar algo que o agrade.
  • Você tem alguns comportamentos, gostos, vontades e preferências que não condizem com a sua idade, classe social (ou até mesmo gênero).
  • Você tem um amigo/amiga que tem os mesmos gostos que você exceto por um pequeno detalhe ou algo especial, sei lá, gostam das mesmas roupas, sapatos, acham as mesmas pessoas bonitas, mas gostam de pizzas diferentes.
  • Você odeia estar num lugar que não tem nada a ver com você, mas acabou ali enganado achando que era outra coisa. (ou um amigo mentiu para te levar para lá, como uma festa onde você nunca iria).

Deu tudo certo né? Eu sei. Todos somos assim.

Quando sua empresa define um público alvo não está jogando fora todos os outros públicos, mas está se especializando em tratar aquele público específico e todos os outros fora do espectro que se encaixam nele. Nem todos os homens de 25-35 anos, classe B e C, moradores do subúrbio gostam e querem as mesmas coisas, mas isso te ajuda a traçar um plano de comunicação que vai atingir esse perfil com mais certeza. Vamos a um exemplo?

Uma loja de roupas para moças de 20-25 anos que curtem Funk e moram em áreas pobres.
Que tipo de roupas você encontra lá? Algo que certamente agrade seu público.

Mas eu te GARANTO que há mulheres de 30 comprando lá. E também moças de áreas mais nobres.

Porque, simplesmente elas se identificam mais com esse público (ao menos no que se refere a roupas) e portanto, mesmo fora do seu escopo matemático, ainda são seu público alvo.

Isso é libertador!

alvos

Porque você pode relaxar quanto a limitar seu público. A bem da verdade, quer você resolva admitir ou não, sua loja tem o público alvo. Lembra quando você disse que sim para “Pode não saber extamente o que deseja comprar, mas sabe em que loja entrar para encontrar algo que o agrade.”? Todos pensamos assim, todos vivemos assim. A loja pode sequer ter seu público alvo definido, então os consumidores definem por eles.

Isso também deixa a empresa mais preparada para falar com seu público, criando sua própria persona (leia mais sobre persona aqui). Sabendo que vai conseguir falar com seu público sem se limitar porque existem pessoas fora do seu grupo que tem os gostos e preferências que se encaixam ali, assim como eu e você, lembra que “você tem alguns comportamentos, gostos, vontades e preferências que não condizem com a sua idade, classe social (ou até mesmo gênero).”? Eu não sou um rapaz de 13-20 anos, mas ainda adoro ler quadrinhos.

Nem todo o público se encaixa 100% no perfil. Você vai perder alguns dos definidos, mas vai conquistar outros de fora. As redes sociais (não estou falando dos sites, mas as redes de relacionamento interpessoais) são orgânicas e, apesar de previsíveis, tem suas particularidades. Como amigos que gostam de quase tudo igual, mas sempre tem aquele detalhe.

E por último é muito mais honesto com seu público. Oferecer o que ele procura, mostrar quem é sua empresa e como ela se comporta. Mostrar se é pra ele, fazer com que ele identifique se quer estar ali logo de cara. É melhor do que forçar um consumidor a se sentir constrangido, por se sentir em uma festa que não queria.

Defina seu público, dê um passo de coragem. Isso não vai diminuir sua capacidade de prospects, mas vai te libertar.